Exporta Fácil 20 anos – Correios

Comemoramos no mês de novembro, nesta sexta-feira (20), os 20 anos da criação do Exporta Fácil, serviço que já ajudou mais de 15 mil micros e pequenas empresas brasileiras a expandirem seus mercados pelo mundo. Ao desburocratizar a remessa de produtos para o exterior, esta é a ferramenta de exportação mais utilizada no País: cerca de 60% das empresas nacionais que exportam utilizam o Exporta Fácil.

 

Com mais de 400 mil operações realizadas, a solução também é um marco de inovação dos Correios do Brasil: fomos o primeiro correio do mundo a atuar como um operador logístico do comércio exterior. O Exporta Fácil ainda ganhou diversos prêmios e se tornou referência no setor, apontado pela União Postal Universal (UPU) como um dos instrumentos de diversificação das atividades dos correios mundiais, ajudando, assim, a expandir o comércio internacional.

 

Hoje, se qualquer empreendedor pode exportar a partir de qualquer cidade brasileira, isso se deve ao empenho dos empregados dos Correios: em meados da década de 90, após estudos técnicos, os analistas da empresa identificaram que a participação das micro e pequenas empresas na pauta de exportações do Brasil era insignificante.

 

“Apesar da grande quantidade de empreendedores desejosos de vender seus produtos no mercado internacional, o excesso de burocracia, as dificuldades logísticas e custos elevados do processo de exportação acabavam por inviabilizar o acesso dessas empresas a outros países”, lembra Fabio Vieira César, que foi chefe da área de negócios internacionais dos Correios.

 

Essas lacunas representaram uma oportunidade para a rede logística da estatal. Com a missão de inovar o portfólio de serviços e ampliar a inserção do Brasil no comércio internacional, o modelo simplificado de exportações por remessas postais foi incluído no plano estratégico da empresa e, em menos de 90 dias, começou a ser testado.

 

No entanto, para viabilizar o projeto, foram necessárias mudanças na regulamentação do comércio exterior brasileiro, em especial nos

processos aduaneiros. Por meio do Ministério das Comunicações, o Exporta Fácil dos Correios foi incluído como ação do Programa Especial de Exportação (PPE). Enquanto a Secretaria de Comércio Exterior capitaneou alterações na legislação, a Receita Federal criou a Declaração Simplificada de Exportação, o que permitiu aos Correios atuarem como representante do exportador nos trâmites aduaneiros.

 

Do Piauí para o mundo 

 

Com essa ampla rede de apoio, que incluiu ainda o Banco Central, Sebrae, federações da indústria e universidades, os Correios lançaram nacionalmente o Exporta Fácil, em 20 de novembro de 2000, na cidade de Pedro II, no interior do Piauí. Por meio do serviço, esse histórico município piauiense, conhecido como Cidade Imperial, pôde levar para o mundo as suas preciosas pedras opalas (base para a produção de joias) e o rico artesanato à base de fio de algodão.

 

Produzidos por cooperativas de mulheres da cidade, os artigos artesanais de Pedro II possuíam atrativos únicos: o uso de matéria-prima local, incluindo corantes vegetais, e o interesse de compradores na Alemanha. No entanto, antes do Exporta Fácil, chegar a esses compradores era uma tarefa árdua. Em um carro emprestado da prefeitura, as artesãs percorriam 200 km até Teresina para apresentar as mercadorias no posto da Receita Federal e, depois, seguiam para a agência central dos Correios para postar as encomendas.

 

Com o lançamento do Exporta Fácil, as mulheres da cooperativa de fios precisaram, apenas, atravessar a rua e entregar seus produtos na agência dos Correios, localizada literalmente em frente à sede da empresa.  Um único formulário instruía todo o processo até a entrega final ao importador. Concluído o processo, a cooperativa recebia, por via postal, o comprovante da operação.

 

Assim como em Pedro II, os Correios facilitam a exportação de qualquer lugar do Brasil para qualquer lugar do mundo. Ao longo de 20 anos, o Exporta Fácil, integrado ao Programa Portal Único de Comércio Exterior (Portal Siscomex) do Governo Federal, continua evoluindo para ampliar as oportunidades de negócios e impulsionar o comércio exportador brasileiro.

 

Para mais informações sobre o serviço, acesse o site dos Correios.

Compartilhe esse post:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on twitter
Share on skype
Share on telegram
Share on email